Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Receitas da Gi

Receitas da Gi

Crumble integral de aveia e linhaça

Hoje a receitinha que partilho convosco é de...

 

FullSizeRender-46.jpg

 

 

Um crumble inofensivo q.b. para vocês experimentarem, vão adorar e agradar todos à vossa volta porque realmente é maravilhoso e tão delicioso como o feito com farinha branca, e só usei 1/4 da gordura que é utilizada normalmente!

 

Ingredientes:

  • 5 maçãs pequenas;
  • 80gr flocos de aveia inteiros (+/- 7c.sopa);
  • 50gr mirtilos desidratados (ou passas de uva);
  • 20gr linhaça moída (+/- 1c.sopa cheia);
  • 15gr açúcar mascavado (opcional, podem usar adoçante, mas não tinha);
  • 25gr margarina vegetal light (1c.sopa cheia);
  • 1c.sobremesa de canela em pó;
  • 1c.sobremesa gengibre em pó;

 

IMG_0309.JPG

IMG_0304.JPGIMG_0311.JPGIMG_0310.JPG

 

Passo 1

Descascar as maçãs* e cortar no tamanho desejado. Polvilhar com a canela e o gengibre em pó.

 

*As maçãs que usei, depois de descascadas, equivaleram a 320gr.

 

 

IMG_0308.JPGIMG_0307.JPG

 

Passo 2

Num recipiente à parte, juntar os flocos de aveia, a linhaça moída, o açúcar mascavado ou adoçante e a margarina vegetal light. Misturar tudo com as mãos ou com uma colher até estarem todos os ingredientes bem incorporados. Depois, juntar os mirtilos desidratados (ou uva passa ou até podem usar bagas goji hidratadas).

 

IMG_0306.JPG

IMG_0312.JPG

IMG_0305.JPG

 

Passo 3

Dispor os pedaços de maçã numa forma e, por cima, espalhar a mistura da aveia.

 

Passo 4

Levar ao forno pré-aquecido a 180graus por 20 minutos. 

 

IMG_0314.JPG

IMG_0315.JPG

 

Passo 6

O mais importante: tentar não comer tudo para poder partilhar com alguém!

 

IMG_0358.JPG

 

Experimentem e vão adorar! É super rápido de fazer e o resultado é surpreendente já que leva tão pouca margarina vegetal. Podem trocar ingredientes caso não tenham. Por exemplo, usar pêras em vez de maçãs, ou usar farinha integral, trocar o açúcar por mel, etc...

 

Informação nutricional para o crumble todo (eu dividi o meu por 5 doses generosas)

Calorias: 720 

Hidratos de carbono: 110

dos quais fibras: 81

Proteína: 17

Gordura: 19

 

Outra coisa que quero partilhar convosco, mesmo que algumas pessoas tenham opiniões contrárias em relação a este assunto:

 

Estão a ver ali as 110gr de hidratos e as 81gr de fibra? Existe uma coisa que são os net carbs, ou seja, os hidratos líquidos (hidratos totais menos fibra), os que realmente são absorvidos pelo nosso organismo.

Neste caso, apenas 29gr de hidratos da receita toda são absorvidos pelo organismo (110-81=29). E o resto... Bem, já sabem como as fibras são expulsas pelo nosso corpo ahah.

É sempre bom comer uma sobremesa cheia de fibras (óptimo para quem tem problemas de regulação intestinal) e com menos de 150 calorias por dose!

 

 

Beijinhos e até à próxima! Deixem sugestões. :)

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

Gnocchi de batata doce e brócolos

Hoje a receita que partilho é simplesmente fantástica. Nunca tinha experimentado e não estava nada à espera que saísse tão bem (muito sinceramente, os gnocchi de batata doce e brócolos que inventei são os melhores que já comi!).

 

FullSizeRender-45.jpg

 

Ingredientes:

  • 150gr batata doce (pesada crua);
  • 90gr brócolos (pesado cru);
  • 50gr farinha de milho;
  • 5gr margarina vegetal light;
  • 1 queijo vaca que ri light;
  • Pitada de sal (opcional).

 

IMG_0264.JPG

IMG_0265.JPG

IMG_0261.JPG

IMG_0266.JPG

 

Preparação

 

Passo 1: Cozer os brócolos e a batata doce até estarem bem cozidos. Quando tiver cozido, esmagar a batata com um garfo e juntar o queijinho à batata e a margarina vegetal (o queijo vai derreter).

Passo 2: À parte, bater os brócolos com a varinha mágica.

 

IMG_0271.JPG

IMG_0268.JPG

 

Passo 3: Juntar a mistura de batata/queijo/margarina com os brócolos. Misturar bem e depois juntar a farinha de milho e misturar bem novamente.

 

IMG_0263.JPG

IMG_0262.JPG

 

IMG_0275.JPG

 

Passo 4: Espalhar a massa num prato, envolvido em papel aderente para poder moldar melhor. A massa fica mesmo muito macia. 

 

IMG_0112.JPG

 

Passo 5: Esticar a massa e cortar a massa com uma faca afiada. Levar ao congelador por 2min para a massa firmar. Devem fazer os cortes consoante o formato que querem - eu fiz maiores que o normal porque pensava que podiam desfazer-se (o que não aconteceu, yey!).

 

FullSizeRender-43.jpg

 

Passo 6: Com cuidado, e sem sobrepor os gnocchi, cozer em água a ferver até os quadradinhos subirem à superfície da água. Não demora mais que 3 minutos (cuidado para não deixarem muito tempo a cozer).

 

Depois é só servir, eu comi sem molho porque estava mesmo mesmo bom, o sabor da batata doce é o que mais se destaca e o aspecto é lindo!

 

FullSizeRender-44.jpg

FullSizeRender-45.jpg

 

Acompanhei com salmão no forno e estava óptimo!

A receita rende 4 doses iguais a estas.

 

Informação nutricional para a receita toda (vai render pelo menos duas doses)

Calorias: 407

Hidratos de carbono: 82gr

Fibras: 11gr

Proteína: 10gr

Gordura: 4gr

 

Espero que tenham gostado.

Beijinhos e até sábado!

 

P.s.: gostam das publicações com fotografias a explicar os passos? Eu, como gosto de ver nos blogs os passos (e infelizmente são poucos a fazerem), faço-o já que é mais fácil acertarem na consistência! Se não gostarem assim digam!

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

Pão de queijo fit

Nem consigo descrever o quão surpreendida fiquei com o resultado desta receita totalmente inventada com os ingredientes que tenho em casa (normalmente junto-lhe queijo cottage e outros tipos). É mesmo muito rápida de fazer, a massa não tem que descansar nem tem que ir ao congelador para firmar, em 30-35min os vossos pães de queijo estão prontinhos!

 

E o melhor... Cada pão de queijo tem apenas 95 calorias! (a informação nutricional está no final da publicação) 

 

 

FullSizeRender-40.jpg

 

Pão de queijo fit

com linhaça e chia

 

Ingredientes:

  • 100gr polvilho doce (ou azedo);
  • 20gr linhaça amarela (ou dourada) moída;
  • 10gr sementes de chia (aprox. 1 c.sopa);
  • 2 queijos Vaca que ri light;
  • 200ml de água quente (pode ser necessária mais ou menos água);
  • 10g azeite extra virgem (aprox. 1c.sopa);
  • 1c.café fermento;
  • Pitada de sal (opcional).

 

IMG_9983.JPG

 

Passo 1

Misturar os ingredientes secos - polvilho, linhaça, fermento, chia. À parte, misturar a água quente com o azeite.

 

IMG_9984.JPG

IMG_9985.JPG

 

Passo 2

Misturar os ingredientes secos com a mistura de água e azeite. Mexer bem e juntar-lhe os dois queijinhos (esmaguei-os antes). Os queijinhos vão ficar bem incorporados na massa porque vão derreter um pouco já que a água que foi misturada estava quente.

 

IMG_9986.JPG

IMG_9987.JPG

 

Passo 3

Dispor a mistura num tabuleiro forrado com papel vegetal. Dividi a massa por 6 (com a ajuda de duas colheres, como se estivesse a moldar pastéis de bacalhau).

 

FullSizeRender-41.jpg

 

Passo 4

Levar os pãezinhos ao forno pré-aquecido a 200 graus por 20 a 25 minutos ou até ficarem a vosso gosto. O interior deve ficar relativamente mal cozido para que se sinta o queijo derretido, se ficar muito tempo no forno o pão fica seco por dentro.

 

 

FullSizeRender-37.jpg

FullSizeRender-39.jpg

 

Agora a parte boa...

 

Informação nutricional (por pão - a massa foi dividida em 6):

  • Calorias: 95
  • Hidratos de carbono: 14gr

dos quais fibras: 1gr

  • Gordura: 3gr
  • Proteína: 1,4gr

 

Espero que tenham gostado, experimentem e mostrem-me o resultado! É super rápido de fazer e o sabor compensa. Se quiserem, troquem os queijnhos vaca que ri por queijo cottage ou outro do vosso agrado.

 

Beijinhos e boa semana,

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

Pão integral de alfarroba

A receita que partilho convosco hoje é a do pão integral de alfarroba. É muito fácil de fazer, mas o tempo que gastam pode ser muito caso façam a receita toda à mão, como eu fiz (infelizmente não tenho máquina de pão, senão era mais fácil).

 

IMG_9704.JPG

 

Pão integral de alfarroba

 

Ingredientes:

  • 400gr farinha de trigo integral;
  • 70gr farinha de alfarroba;
  • 1c.sopa sal;
  • 1c.sopa mel;
  • 2c.sopa azeite;
  • 400 a 500ml de água morna;
  • 2 tabletes de fermento fresco OU 30gr fermento em pó.

 

FullSizeRender-32.jpg

 

Passo 1: Misturar o fermento fresco ou em pó com a água morna e o mel e esperar 10min depois de fazer as bolhinhas, e depois juntar o azeite.

 

IMG_9686.JPG

FullSizeRender-34.jpgFullSizeRender-33.jpg

 

Passo 2: Misturar os ingredientes secos (farinha integral, de alfarroba e o sal - uso este com -50% de sódio ou o LoSalt, é uma boa dica para reduzir o consumo de sal). Fazer um furo no meio das farinhas e deitar a água com o fermento e o mel e misturar bem. 

 

FullSizeRender-35.jpg

 

Passo 3: Misturar a massa e formar uma bola. Amassar bem a massa com as mãos se não tiver massa de pão, se tiver pode fazer os passos na máquina. Deixar a massa descansar a temperatura ambiente por pelo menos 1h30m.

 

Passo 4: Depois da massa descansar e dobrar de tamanho, dividir a massa em 2 e, numa superfície lisa e polvilhada com a farinha integral, sovar as massas durante pelo menos 5 minutos.

 

Passo 5: Molde o pão como desejar e polvilhe (ou não) o pão com farinha. Unte uma forma ou o papel vegetal com azeite e deixe o pão descansar novamente por 30 minutos antes de levar ao forno.

 

Passo 6: Pré-aquecer o forno a 180 graus. Levar o pão ao forno durante 50 minutos a 1 hora.

 

FullSizeRender-36.jpg

IMG_9704.JPG

 

Espero que tenham gostado!

 

Beijinhos,

Captura de ecrã 2015-01-10, às 22.36.28.png

 

Alimentação saudável (e barata) + lista de compras

O post de hoje não é sobre nenhuma receita, mas sim sobre uma lista de compras para uma alimentação saudável e barata. Como prometido no meu instagram (@giulliacalapez) e no Facebook do blog (facebook.com/receitasdagi.blog), uma das próximas publicações seria sobre esta lista e cá está ela.

 

Uma alimentação saudável deve ser acima de tudo equilibrada, sem exageros e restrições e conjugando o melhor de todos os alimentos. Em todas as nossas refeições devemos, na minha opinião, ter uma porção de cada macronutriente - ou seja, hidratos de carbono + proteína + gordura. É muito fácil fazer esta conjugação! Numa próxima publicação vou tratar de sugerir-vos certas refeições que incluam todos os alimentos que vão constar na lista.

 

Normalmente, quando não temos muito conhecimento na matéria de alimentação saudável, vemos muitas publicações em todo o lado a falar sobre a mesma como se fosse algo muito insustentável a nível económico e achamos que é mais fácil e barato comer "mal". Realmente pode tornar-se insustentável, mas só no caso de, por exemplo, alguém alimentar-se apenas a sementes de chia, bagas de goji, leites vegetais de marcas caríssimas, salmão fresco, pães caríssimos por serem sem glúten e afins (são tão fáceis de fazer em casa...), e por aí fora, como devem entender.

 

Só que também não entendem que comer "mal" sai caro, não só para a carteira. Comer fastfood não é barato, comer batatas fritas de pacote não é barato, comer chocolates embalados não é barato. E os problemas de saúde associados a uma dieta pouco rica em nutrientes também sai muito caro para a nossa saúde. O dinheiro que acham que vão poupar em comida a curto prazo vai acabar por ser gasto em tratamentos a longo prazo para melhorar a nossa saúde - não vou generalizar e dizer que isto sempre acontece, mas é o mais provável.

 

A verdadeira alimentação saudável e equilibrada é tão simples... Para quê complicar neste sentido, se o que mais devemos aproveitar são os alimentos maioritariamente não processados, como a fruta, vegetais, frutos secos e ovos?

 

roda_dos_alimentos.jpg

Fonte: Mimosa, Roda dos Alimentos actual

 

 

A minha lista de compras para uma alimentação saudável e barata

 

Vou dividir esta lista por macronutrientes para que vejam como é fácil começarem a aprender a fazerem as conjugações adequadas para uma vida saudável.

Nos hidratos de carbono (glícidos): privilegio muito as frutas devido às vitaminas que as mesmas nos fornecem e os vegetais pelos mesmos motivos;

Nas proteínas: privilegio as carnes magras, queijos sem gordura e ovos;

Nas gorduras (lípidos): privilegio as provenientes das frutas oleaginosas (como nozes, amêndoas, avelãs...), que são uma boa fonte de gorduras monoinsaturadas, poliinsaturadas, minerais e vitaminas.

 

 

Lista para hidratos de carbono

  • Cereais e derivados: Aveia; Batata doce; Arroz (qualquer variedade que prefiram, seja integral ou não); Milho; Farinhas de trigo/centeio; 
  • Hortícolas: Alface; Abóbora; Courgette; Beringela; Cenoura; Couve; Alho francês; Pepino; Cebola; Pimento; Tomate; Feijão verde; Brócolos; Couve-flor; etc.
  • Frutas: Banana; Maçã (de qualquer variedade que gostem, o valor nutricional é muito parecido entre todas); Pêra; Laranja; Tangerina; Clementina; Dióspiro; e outras frutas sazonais - no verão, devemos apostar muito em melancia, morangos, melão, meloa, etc. (Frutos como framboesas, mirtilos e amoras acabam por não compensar muito devido ao seu elevado valor de venda, se tiverem em casa ou se conseguirem comprar por um preço inferior compensa.)
  • Leguminosas: feijão branco, feijão preto, feijão manteiga, feijão encarnado; grão-de-bico; ervilhas; favas; lentilhas.

 

fresh-fruits-and-vegetables1.jpg

Fonte: cdc.gov

 

 

Lista para proteínas:

  • Carne, peixe e ovos: Cortes magros de carne no geral - Frango, Peru, Pato, etc.; Ovos; Atum em lata (o mais económico); Pescada; peixes magros no geral.
  • Lacticínios: Leite magro; Iogurtes naturais; Iogurte grego ligeiro; Queijo quark 0% gordura; Queijinhos magros.

 

knowledge-protein1.jpg

 Fonte: Nutritionistclinic

 

 

Lista para gorduras:

  • Azeite; Frutos secos no geral (comprem com casca que sai-vos mais barato): amendoins, avelãs, nozes, etc.; linhaça (a farinha de linhaça é óptima para quem tem problemas de trânsito intestinal já que os seus hidratos de carbono são maioritariamente fibra - tal como o farelo de trigo).

 

FrutosSecos_Site.jpg

Fonte: cdc.gov

 

 

Já viram o quão fácil é terem uma alimentação saudável, apostando em quase todos os alimentos presentes na roda dos alimentos? Podemos investir de vez em quando em certos alimentos que infelizmente são muito caros, como o óleo de côco, cereais como a quinoa, trigo sarraceno, e outras fontes de gordura como a chia. Mas o essencial é mesmo o que sugeri, apostem em frutas, legumes e carnes/peixes magros (e baratos), vão ver que é bem mais fácil de encaixar no orçamento mensal para alimentação.

 

O essencial é mesmo basearmo-nos nestes alimentos e, na minha opinião, dividirmos a nossa alimentação desta forma: 40% de hidratos de carbono + 30% proteína + 30% gordura. 

 

Numa próxima publicação vou falar sobre um dia de alimentação saudável que inclua os alimentos descritos acima. O que acham?

 

Até à próxima e tenham um óptimo fim-de-semana!

Beijinhos,

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

Barras caseiras de aveia e sésamo (com manteiga de amêndoa e chocolate negro)

Hoje trago-vos uma receitinha rápida de uma barra caseira que é muito boa para os lanches e que sai bem mais em conta quando comparadas com as barras do mesmo género compradas em supermercados, sem falar na ausência de conservantes, aromatizantes e açúcares adicionados.

 

 

Barrinhas caseiras de aveia e sésamo

feitas com manteiga de amêndoa e chocolate negro

 

IMG_0387.JPG

 

 

Ingredientes que usei:

  • 100g aveia integral em flocos grandes (cerca de 10c.sopa);
  • 75gr sementes de sésamo (usei das pretas e das brancas);
  • 50gr uvas passas;
  • 150gr manteiga de amêndoa caseira (ou de amendoim, ou de avelã, ou de caju);
  • 4 ou 5 c.sopa de mel;
  • 35gr chocolate negro;
  • 5gr margarina vegetal light.
  • Opcional: tâmaras trituradas para ficar mais consistente; côco ralado; frutos secos picados na mistura.

 

FullSizeRender-30.jpg

 

Misturar os ingredientes secos (aveia, sementes de sésamo e uvas passas) e levar a manteiga de amêndoa uns segundos ao microondas para ficar mais líquida. Juntar a manteiga de amêndoa e o mel aos ingredientes secos e mexer bem.

 

IMG_0344.JPG

IMG_0345.jpg

IMG_0352.JPG

IMG_0354.JPG

 

Espalhar a mistura num recipiente rectangular forrado com papel vegetal ou plástico e, com a ajuda de uma colher/espátula ou mesmo com as mãos, apertar bem a mistura contra o fundo do recipiente para ficar firme. Vai ficar mais ou menos assim:

 

IMG_0358.JPG

 

Por fim, o chocolate negro.

Derreti o chocolate negro no microondas com a margarina vegetal light (imprescindível usar a margarina para que o chocolate não endureça logo) e cobri a mistura uniformemente ou não - ao início queria fazer umas riscas mas o chocolate endureceu muito rápido... A culpa é do frio!

 

FullSizeRender-31.jpg

IMG_0382.JPG

 

Depois destes passos, é só levar o recipiente ao frio durante umas horinhas ou até ficar firme o suficiente para cortar as barras.

 

O resultado final é este:

 

IMG_0387.JPG

IMG_9545.JPG

Fotografia de cima com máquina fotográfica; fotografia de baixo com iPhone.

Aculpa é da (falta de) técnica com a focagem da máquina... Com o tempo aprendo!

 

 

Espero que tenham gostado e que experimentem! Deixem sugestões de publicações que prometo que aponto tudo e tento agradar a todos os pedidos.

 

Beijinhos e boa semana,

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

Panquecas para o pequeno-almoço

Trago novidades para o blog Receitas da Gi: a partir de hoje, algumas das minhas receitas e sugestões sobre alimentação equilibrada e saudável vão estar no Um dia faço um blog, numa rubrica chamada Sábados saudáveis com a Gi.

No Facebook podem acompanhar os posts da rubrica através das páginas Um dia faço um blog e Keep calm and enjoy the best photos.

 

 

Hoje trago-vos três receitas para panquecas de pequeno-almoço, uma versão com linhaça e banana, uma de weetabix e uma de aveia, linhaça e whey de chocolate branco e morango.

 

Para as minhas panquecas uso sempre apenas claras por opção, mas também podem usar o ovo inteiro.

 

 

Panquecas de linhaça e banana

 

A primeira é a que mais gosto em termos de sabor, por levar banana.

 

Ingredientes:

  • 100ml de claras (2 claras médias);
  • 50g banana (meia banana grande);
  • 15gr linhaça moída (cerca de 1c.sobremesa cheia);
  • 1/2 c.café fermento.

 

Bater todos os ingredientes na liquidificadora e "fritar" numa frigideira anti-aderente até ficar bem cozida por baixo, só depois virar (ter cuidado ao virar).

 

O aspecto final é este...

 

FullSizeRender-25.jpg

FullSizeRender-26.jpg

 

Informação nutricional para as quantidades de cima:

Calorias: 182

Hidratos de carbono: 17g

dos quais fibras: 5g

Proteína: 14g

Gordura: 6g

 

 

Panquecas de Weetabix

 

Estas foram uma agradável surpresa. Sou daquelas pessoas que não suporta comer Weetabix normalmente e assim adorei! Uma das minhas panquecas preferidas de sempre, e sacia bastante.

 

Ingredientes:

  • 2 "bolachas" Weetabix;
  • 100ml claras (duas claras médias);
  • 25ml bebida de soja light;
  • 1/2 c.café fermento;
  • Canela a gosto.

 

Bater todos os ingredientes na liquidificadora e "fritar" numa frigideira anti-aderente até ficar bem cozida por baixo, só depois virar (ter cuidado ao virar).

 

O aspecto final é este...

 

FullSizeRender-28.jpg

 

Informação nutricional para as quantidades de cima:

Calorias: 188

Hidratos de carbono: 27g

dos quais fibras: 4g

Proteína: 15g

Gordura: 1g

 

 

 

Panquecas de aveia, linhaça e whey de chocolate branco e morango

 

Antes de mais, é preciso que saibam o que é um dos ingredientes usados, a whey. Esta é uma proteína derivada do soro do leite, que serve como suplementação para as nossas necessidades diárias de proteína. Não é algo obrigatório e não substitui alimentos já que conseguimos atingir os nossos objectivos diários de proteína facilmente com a alimentação - ovos, carnes, etc. -, mas nesta receita uso principalmente pelo sabor que dá às panquecas.

 

É sem dúvida o meu pequeno-almoço preferido, e como quase sempre destas panquecas antes de praticar exercício. 

 

Ingredientes:

  • 100ml claras (2 médias);
  • 20g aveia integral;
  • 10g linhaça moída;
  • 10g whey de chocolate branco e morango (o meu sabor preferido);
  • 1/2 c.café fermento.

 

Bater todos os ingredientes na liquidificadora e "fritar" numa frigideira anti-aderente até ficar bem cozida por baixo, só depois virar (ter cuidado ao virar).

 

O aspecto final é este...

 

FullSizeRender-27.jpg

IMG_8973.JPG

IMG_9379.JPG

FullSizeRender-29.jpg

 

Informação nutricional para as quantidades de cima:

Calorias: 219

Hidratos de carbono: 16g

dos quais fibras: 5g

Proteína: 15g

Gordura: 6g

 

 

O que acharam? Vão experimentar alguma? Tenho uma ligeira sensação que vão experimentar as de Weetabix e vão adorar! A maior parte das panquecas acompanho com frutas, algum syrup sem calorias, sem açúcar e sem gordura (os da Walden Farms) e um quadrado de chocolate negro sem açúcar (da marca Dia).

 

Beijinhos e bom fim-de-semana,

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png 

Pizza tropical com base de crepioca

Hoje tive uma enorme vontade de comer pizza, e foi isso que fiz para o meu jantar... E decidi partilhar convosco esta forma rápida e saudável de comer uma pizza tropical com base de crepioca (ovo com polvilho doce), que além de super saborosa fica linda!

 

FullSizeRender-22.jpg

 

Ingredientes para a base:

  • 1 ovo;
  • 100ml de claras (+/- duas claras);
  • 15gr polvilho doce (cerca de uma colher de sopa cheia).

Bater bem o ovo e as claras com o polvilho e fritar numa frigideira anti-aderente:

 

FullSizeRender-23.jpgIMG_9094.JPGFullSizeRender-24.jpg

 

 

Ingredientes para o topping:

  • Molho de tomate (caseiro ou não - usei o que fiz a semana passada, com pimentos);
  • Rúcula
  • Queijo mini babybel light
  • Milho;
  • Cogumelos frescos;
  • Ananás fresco;
  • Camarão;
  • Tomate cherry;
  • Temperos a gosto - usei orégãos.

 

FullSizeRender-18.jpgFullSizeRender-20.jpgFullSizeRender-21.jpg

 

Juntar os ingredientes a gosto e, caso preferir, levar ao forno por 5 minutos a 180 graus.

 

Fica uma delícia, experimentem! 

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

 

Granola de chocolate e côco

Granola é daquelas coisas fantásticas de tão deliciosas que são e que quase nunca fazemos e, infelizmente, vejo muitas pessoas comprarem as que já vêm feitas - não só acabam por ser muito mais caras, mas também têm diversos ingredientes adicionados que não nos fazem falta, como o açúcar.

 

Cá por casa costumo fazer a versao 'normal', sem chocolate e côco, mas esta é uma versão tão perfeita a nível de combinação de sabores que decidi partilhar convosco. Para quem não sabe o que é, a granola é uma mistura de cereais como a aveia e trigo, com frutos secos e sementes diversas.

 

Ingredientes:

  • 1 chávena de aveia em flocos;
  • 1 chávena de flocos de trigo integral;
  • 1/2 chávena amêndoas picadas;
  • 1/2 chávena de nozes picadas;
  • 1/2 chávena avelãs picadas;
  • 3 castanhas do Pará picadas;
  • 1/2 chávena tiras de côco (compro no Jumbo, avulso) e/ou côco ralado;
  • 1/2 chávena sementes de girassol;
  • 1/2 chávena sementes de abóbora;
  • 1/2 chávena chocolate negro partido em pedaços*;
  • 2c.sopa mel;
  • 4c.sopa syrup para panquecas Walden Farms (sem calorias, sem açúcar, sem glúten, sem gordura!).

 

*Recomendo o chocolate negro sem açúcares da marca Dia.

 

 IMG_8951.JPG

 

 

Modo de preparação:

  • Pré-aquecer o forno a 180 graus;
  • Em fogo baixo, misturar o mel e o syrup de panqueca, e quando estiver com uma consistência mais líquida, juntar duas colheres de sopa de água;
  • Misturar a aveia com os frutos secos (amêndoas, avelãs, côco, sementes de girassol e de abóbora) e espalhar num tabuleiro forrado com papel vegetal;
  • Verter sobre a aveia e frutos secos a mistura do mel e syrup de panqueca e levar ao forno por 25min, virando a granola de 5 em 5 minutos para não queimar;
  • Quando estiver pronta, juntar os pedaços de chocolate negro à mistura* e, quando estiver fria, guardar num frasco de vidro.

 

*os pedaços de chocolate negro vão derreter e criar grumos, caso não queiram assim basta juntar quando estiver totalmente fria

 

IMG_8950.JPG

 

(É este o syrup de panqueca sem calorias, sem açúcar, sem gordura, sem glúten... É tão bom!!) 

 

FullSizeRender-15.jpg

FullSizeRender-14.jpg

 

 

 

Além de ser deliciosa, é uma ideia fantástica para um presente, basta juntar alguma decoração ao frasco (como um laço ou corda).

 

Caso não gostem da combinação do côco e chocolate, podem fazer também só com canela que também fica maravilhoso (as raspas de casca de laranja combinam muito bem com a granola de canela).

 

 

 

 

 

 

FullSizeRender-13.jpg

FullSizeRender-16.jpg

 

Experimentem e vão ver que é deliciosa e muuuito viciante!

 

Um dos próximos posts no blog vai ser sobre um dia inteiro de alimentação equilibrada (que eu entendo por uma versão mais saudável). Aceitam o desafio?

 

Beijinhos e tenham uma boa semana!

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.07.png

 

 

Bolo/pão de banana sem glúten, sem lactose e sem adição de açúcar

Hoje trago-vos uma receitinha muito boa (mesmo!) e super aprovada por todos os que já tiveram oportunidade de comer este bolo/pão. O cheirinho que fica na cozinha é fantástico...

 

FullSizeRender-10.jpg

 

 

Aqui fica a receita para este bolo fantástico, que tanto serve para lanche, como para pré e pós-treino (como já devem ter lido aqui no blog, no pré privilegiam-se os hidratos complexos - neste bolo são os da aveia e linhaça -, e no pós privilegiam-se os hidratos simples - aqui com umas bananas!)

 

Ingredientes:

  • 100g farelo de aveia sem glúten (ou aveia sem glúten triturada no liquidificador);
  • 50g linhaça moída;
  • 250g banana (cerca de 3 médias ou 4 pequenas);
  • 50g nozes;
  • 2 ovos;
  • 1 clara;
  • 100ml bebida de amêndoa;
  • 1c.sopa canela em pó;
  • 1c.café fermento em pó;
  • Adoçante a gosto (não usei).

 

IMG_8920.JPG

 

 

Modo de preparação:

  • Pré-aquecer o forno a 180 graus;
  • Na liquidificadora, bater bem os ovos e as claras e depois juntar o leite;
  • Juntar as farinhas de aveia e linhaça e a canela e bater novamente;
  • Juntar as banana esmagadas com um garfo;
  • Juntar o fermento e bater tudo novamente;
  • Picar as nozes e juntar à mistura;
  • Dispor a mistura numa forma de bolo inglês (uso de silicone, se a vossa não for, untem com creme vegetal tipo Planta), decorar com sementes a gosto (usei sementes de abóbora, de linhaça e de girassol) e levar ao forno a 180 graus por 35-40 minutos.

 

... e o resultado é este:

 

 

FullSizeRender-9.jpg

 

FullSizeRender-11.jpg

 

 

 

Informação nutricional para o bolo todo (depois é só dividirem da forma que mais gostarem, consoante os vossos objectivos! Eu dividi por 9)

 

Calorias: 1090

Hidratos de Carbono: 125g

dos quais fibras: 33g

Proteína: 45g

Gordura: 38g

 

Ou seja, se dividirem por 10, cada fatia vai ter 109 calorias, 12,5g de hidratos, 4,5g de proteína e 3,8g de gordura! Nada exagerado de ingredientes e ainda assim super delicioso.

 

Espero que tenham gostado da receita e experimentem! Vão ver que vão adorar!

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

 

Pós-treino: sugestões e receitas

Este post vem no seguimento do O que consumir no pré-treino, que publiquei anteriormente. Aconselho a leitura, caso ainda não o tenham feito. Este post é direccionado para a refeição pós-treino, e deixo-vos também uma receita maravilhosa de crepioca tipo pão de queijo de frigideira!

 

O que consumir no pós-treino?

 

A refeição pós-treino, contrariamente ao pré-treino, deve ser rica em hidratos de absorção rápida e proteína. É a refeição mais importante para quem quer aumentar a massa magra, porque durante o treino o nosso corpo gastou a maior parte ou a totalidade das reservas de glicogénio e danificou o tecido muscular e, após o treino, os níveis de glicogénio deve ser reposto. Esta reposição de energia deve ser feita de forma rápida para garantir a recuperação, por isso é que escolhemos os hidratos simples (os de absorção rápida) em detrimento dos complexos que, como referi no post anterior, são absorvidos gradualmente.

 

É no período após o treino que o corpo está mais receptível a absorver todos os nutrientes, de modo a crescer e recuperar a nível muscular (estado anabólico) - caso não forneça a combinação de nutrientes necessária (há quem diga até 30min depois - a chamada janela metabólica -, há quem diga 24h depois), o corpo acaba por ir buscar a energia à massa muscular: ou seja, entra em estado catabólico.

 

Sugestões de refeições pós-treino (com e sem suplementação de proteína):

 

Almoço/jantar:

  • Arroz basmati com frango ou atum (e acompanhamentos a gosto - salada, etc...);
  • Pão de queijo de frigideira (tipo crepioca) - receita no final.

Lanches

  • Batido de banana com água e proteína (whey ou vegetal);
  • Bolachas de arroz/milho com compota de fruta sem adição de açúcar (costumo usar da marca St.Dalfour) e claras;
  • Panquecas de banana - receita no final;
  • Papas de maizena com claras;
  • Barra de proteína (tipo Questbar*) e uma peça de fruta.

*Quem gostava de experimentar uma? Estava aqui a pensar numa surpresa... 

 

 

 

Receita de Crepioca ou Pão de Queijo de frigideira

 

Existem várias variações do pão de queijo de frigideira - a base da receita é a crepioca -, mas a que deixo aqui é a mais simples. Podem juntar à massa várias coisas: sementes de chia, temperos (tipo orégãos), frutos secos picados... Este é um pós-treino óptimo pois o polvilho doce (farinha de mandioca) é um hidrato simples, logo vai ser absorvido de imediato.

 

A base para uma crepioca deliciosa é apenas 1 ovo + 1 colher de sopa cheia de polvilho doce ou tapioca + 1 colher de sopa de água. Batem tudo e fazem como se fosse uma omelete ou um crepe. É deliciosa, e neste caso, fazemos uma versão com mais proteína: juntam-se mais claras e queijo à receita, fica o pós-treino perfeito!

Ingredientes:

  • 1 ovo;
  • 2 clara;
  • 1c.sopa cheia de tapioca ou polvilho doce (hidratado com água ou não) = cerca de 15g;
  • 1c.sopa cheia de queijo quark (ou queijo cottage);
  • 1c.sopa água

 

Bater tudo muito bem e "fritar" com um fio de óleo de côco ou azeite numa frigideira anti-aderente (podem não usar nada mas o queijo pega-se à frigideira se não tiver nada).

Sugestão de recheio: queijo fresco de barrar e compota de frutos ou manteiga de amendoim.

 

 

FullSizeRender-4.jpg

FullSizeRender-6.jpg

 

 

 

Receita das Panquecas de Banana

 

Neste caso, opto por uma farinha integral - uso farinha de linhaça - mas os queques em si vão levar hidratos simples, tais como o açúcar mascavado e a banana.

 

Ingredientes (para uma dose):

  • 75ml claras (cerca de duas claras pequenas);
  • 2c.sopa bebida vegetal (de soja, de amêndoa, ...);
  • 20g farinha de linhaça (+/- 2c.sopa);
  • 1/2 banana média (cerca de 40-50g);
  • 1c.sopa açúcar mascavado.

 

Bater tudo no liquidificador e "fritar" num fio de azeite. Virar com cuidado. Por cima, sugiro um quadrado de chocolate negro sem açúcares (da marca Dia - a melhor invenção deles!)

 

FullSizeRender-8.jpg

 

FullSizeRender-7.jpg

 

 

Em relação ao que disse ali em cima sobre estar a pensar numa supresa relacionada com as barras Quest... Visitem a página de facebook do blog, partilhem e pode ser que tenham uma surpresa daqui a uns tempos!

 

E prometo que assim que acabem os meus exames na faculdade publico muitas coisinhas!

Beijinhos e continuação de bom fim-de-semana,

 

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.07.png

 

 

 

 

Pré-treino: sugestões e receitas

Quando perguntei na minha conta do instagram o que gostavam de ver no blog, um dos conteúdos pedidos foi em relação ao que devemos comer no pré-treino e no pós-treino - no próximo post abordo a parte do pós-treino. Não sou formada na área (pelo contrário, estudo Relações Internacionais), mas gosto muito de ler tudo e mais alguma coisa sobre nutrição desportiva e penso que posso dar umas pequenas dicas baseadas na minha experiência em relação a este assunto, não desvalorizando o trabalho dos profissionais da área da nutrição que são imprescindíveis para quem quer atingir os seus objectivos pessoais - estas dicas são apenas um complemento.

 

O que consumir no pré-treino?

 

A refeição pré-treino deve ser rica principalmente em hidratos de carbono complexos, de baixo índice glicémico - ou seja, de lenta absorção -, combinados com uma fonte de proteína - não tem a mesma importância que os hidratos (cuidado ao consumir muita proteína pouco tempo antes do treino, como a digestão é mais lenta o risco de indisposição é maior). Privilegio o consumo de hidratos complexos, já que este macronutriente é absorvido de forma faseada,  para garantir a energia necessária ao longo do treino - isto quando a refeição é feita de 2h a 1h antes do treino, já que, se for muito em cima da hora, é necessário consumir hidratos de absorção média a rápida - recomendo frutas no geral.

 

Destaco sugestões para opções diárias de refeições pré-treino que, na minha opinião, funcionam muito bem - sem recorrer à suplementação (nunca é demais salientar que as minhas sugestões baseiam-se nas minhas opiniões sobre o tema, claro que existem opiniões contrárias):

 

Ao pequeno-almoço:

  • Papas de aveia (basta cozinhar a quantidade de aveia adequada aos objectivos pessoais com água - ou leite/bebida vegetal -, juntar algum sabor a gosto como canela ou cacau em pó e, no final, juntar uma ou duas claras - se bater as claras em castelo antes as papas ficam fantásticas e super fofinhas);
  • Pão integral com peito de frango desfiado (o frango desfiado é muito melhor do que aqueles fiambres de peito de frango, que de frango não têm nada...);

 

Ao almoço/jantar:

  • Arroz integral com peito de frango grelhado + um tipo de feijão à escolha;
  • Batata doce cozida com brócolos, atum e ovo;

 

Lanches rápidos:

  • Banana esmagada com aveia e mel (opção fantástica quando comemos muito em cima da hora do treino);
  • Batido de leite de soja (os lacticínios imediatamente antes do treino causam mal-estar intestinal) com uma ou mais frutas a gosto - morango, papaia, kiwi...
  • Chips de batata doce (basta cortarem a batata doce em rodelas fininhas e levarem ao forno - encontram facilmente formas de o fazer no google);
  • Bolo protéico de microondas (tipo fondant de chocolate) - receita no post anterior;
  • Muffins de banana;
  • Muffins de framboesas e côco.

 

Sem me alongar mais, vamos ao que interessa. Duas receitinhas de muffins deliciosos para o pré-treino (ou seja, conjugando os hidratos complexos e proteína - não incluo lacticínios pelas razões que já referi). São super fáceis e rápidos de fazer, experimentem!

 

Muffins de banana

 

Ingredientes

  • 150g. flocos de aveia integral;
  • 50g. linhaça moída;
  • 200ml bebida de soja light (uso sempre a da Área Viva);
  • 100ml claras;
  • 100g. banana (uma banana média);
  • 1c.sopa canela em pó;
  • 1c.café fermento

 

Modo de preparação

Pré-aquecer o forno a 180 graus. Misturar a bebida de soja com claras (tanto serve a varinha mágica como o liquidificador) e misturar a aveia com a linhaça moída, o fermento e a canela, depois juntar a banana e misturar tudo. Dispor a mistura por 10 formas de silicone para muffins (ou outra ao vosso gosto) e levar ao forno por 20 a 25 minutos (podem decorar os muffins com uma rodela fininha de banana por cima, como está na fotografia).

  

 

IMG_8727.JPG

IMG_8726.JPG

 

 

Informação nutricional por um muffin de banana (costumo comer pelo menos dois caso seja pré-treino):

- Calorias: 105

- Hidratos de carbono: 13g.

dos quais fibras: 3,5g.

- Proteína: 4,6g.

- Gordura: 3,4g.

 

 

●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●●

 

 

Muffins de framboesas e côco

(o mais fácil de sempre!)

 

 

Ingredientes

  • 100g. flocos de aveia integral;
  • 50g. côco ralado sem adicão de açúcar;
  • 100ml claras;
  • 1 ovo;
  • 150ml bebida de soja light;
  • 1c.sopa adoçante Stevia;
  • 1c.café fermento;
  • Framboesas a gosto*.

*para a informação nutricional contabilizo 100g - cerca de uma chávena.

 

Modo de preparação

Pré-aquecer o forno a 180 graus. Misturar os ingredientes secos e depois juntar as claras e o ovo bem batidos com a bebida de soja (misturei tudo à mão para os flocos de aveia ficarem mais visíveis - a textura fica fantástica). Distribuir a mistura por 10 formas de silicone e mergulhar as framboesas na massa - usei cerca de 8 framboesas por muffin. Levar ao forno por 20 a 25 minutos.

 

 

IMG_8728.JPG

(peço desculpa pela péssima qualidade de imagem desta fotografia!)

 

 

Informação nutricional por um muffin de framboesa e côco (novamente costumo comer pelo menos dois)

- Calorias: 92

- Hidratos de carbono: 6,7g.

dos quais fibras: 3g.

- Proteína: 3,7g.

- Gordura: 4,5g.

 

 

Espero que tenham gostado!

 

E estejam à vontade para pedir adaptações de receitinhas - em Fevereiro vou estar de férias e com algum tempo livre para invenções!

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

 

 

Lanches rápidos

Uma das dúvidas que surge com frequência na minha caixa de mensagens do instagram é quase sempre a dos lanches. A maior parte das pessoas que me segue alimentam-se de forma equilibrada, mas muitos ainda não o fazem e pedem-me várias sugestões para pequeno-almoço e lanches rápidos. Algumas das sugestões que vou partilhar já estão na minha conta no instagram, mas com o blog vou repetir algumas ideias já que nem todos conseguem aceder às receitas.

 

Muitas pessoas seguem diferentes formas de alimentação: uns comem 3 vezes por dia, outros 6 ou 7 e com refeições bem divididas (pequeno-almoço, lanche, almoço...), outros simplesmente fazem refeições número 1, 2, 3, independentemente da hora. Neste caso, os lanches são para quem quer ter uma boa opção de um snack rápido em qualquer lado, entre as refeições principais (pequeno-almoço, almoço e jantar).

 

Costumo fazer 6 a 7 refeições (idealmente são 7, mas nem sempre consigo), com um intervalo de 2h30 a 3h entre cada uma, para manter o metabolismo a trabalhar bem (novamente, há quem tenha opiniões diferentes neste aspecto, mas no que respeita ao meu caso, sinto que o meu metabolismo acelerou desde que comecei a comer mais vezes ao dia, com quantidades menores e com uma boa divisão de macronutrientes - hidratos de carbono, proteínas, lípidos - e também micronutrientes, consoante o organismo e objectivos de cada um. Este tema fica para uma publicação futura).

 

Deixo-vos três sugestões de lanches para levar para fora de casa:

  1. Iogurte com granola e fruta
  2. Mousse protéica de manga
  3. Bolo de microondas protéico tipo fondant de chocolate 

 

• Iogurte com gelatina e fruta •

 

Iogurte com gelatina, granola e fruta é sempre uma boa opção para lanche, seja em casa, seja no trabalho ou escola/faculdade, já que é de rápida preparação e pode-se comer em (praticamente) qualquer lado. É um tipo de lanche com pouca proteína - normalmente não ultrapassa os 10gr. -, mas ainda assim bastante saciante e delicioso. 

 

Combinações que adoro e sugiro:

  • Gelatina de framboesas, iogurte magro de morango e framboesas;
  • Gelatina de manga e laranja, iogurte de soja natural natural, papaia;
  • Gelatina de mirtilos, iogurte magro de amora com pedaços, amoras.

 

O aspecto final é este, e é bastante prático, já que é só fechar o vidrinho e levar:

 

image2.PNG.jpegimage1.PNG-3.jpeg

 

Fora de casa também conseguem comer a mesma combinação, no restaurante Vitaminas, com o acréscimo da Granola (receita que também vou partilhar convosco):

 

image3.PNG.jpeg

 (Salada de frutas com gelatina, iogurte natural e granola)

 

 

• Mousse protéica de manga •

 

Novamente, mais uma opção de lanche para levar num vidrinho (uso sempre uns pequeninos de vidro, como os que mostrei anteriormente, além de práticos são giros). 

 

Para fazerem esta mousse protéica e sem açúcares adicionados, basta terem os seguintes ingredientes para uma dose:

  • 150gr. queijo quark 0% gordura (compro no Lidl, da marca deles);
  • 50g manga fresca;
  • 1 c.café goma xantana ou guar.

 

Bater no liquidificador ou com uma varinha mágica o queijo quark com a manga e juntar a goma. Bater novamente até ficar mais cremoso e com mais volume. Podem também acompanhar com granola ou cereais a gosto (recomendo os all bran, por serem ricos em fibra e muito crocantes). É uma opção fantástica para o lanche para quem gosta de manga (pode ser feito com outra fruta qualquer, menos citrinos que não combinam com o queijo quark), com bastante proteína, já que 150g de queijo quark tem cerca de 15g, e com os hidratos e vitaminas da fruta - para ser um lanche completo, basta juntar uma fonte de gordura, como amêndoas, castanhas de caju, avelãs, côco ralado...

 

image1.PNG-4.jpeg

 

 

• Bolo de microondas protéico tipo fondant de chocolate •

(para quem consome whey)

 

Este lanche é um dos meus preferidos e levo quase todos os dias para a faculdade. É muito bom para quem quer aumentar o consumo de proteína ao longo do dia sem comer muito, já que utilizo proteína do soro de leite - whey - para fazer este bolo de microondas que fica muito parecido com um fondant de chocolate. Já tinha feito este bolo de caneca quando comecei a interessar-me pela alimentação saudável (no início de 2014), mas fazia com farinha e o resultado era bem diferente.

 

Ingredientes para o fondant de chocolate:

  •  25gr. whey de chocolate;
  • 15gr. cacau puro em pó (uso da marca Valor);
  • 10gr. linhaça moída;
  • 1/2c.café fermento em pó;
  • 30ml claras;
  • 30ml bebida de soja light (uso da marca Área Viva).

 

Misturar bem todos os ingredientes secos e juntar as claras e a bebida de soja light. Levar ao microondas por aproximadamente 30 segundos (não deve ficar muito tempo porque a massa fica seca muito rapidamente, por isso controlem o tempo. A parte do meio deve estar mal cozida).

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 21.08.31.png

 

(Fondant de chocolate com topping de chocolate Walden Farms, côco ralado e mirtilos)

 

Para levarem convosco para a rua basta fazerem num tupperware e está pronto a levar!

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 21.17.32.png

(marmita no carro ... e na faculdade)



Na próxima publicação vou partilhar umas receitas novas de muffins protéicos para os lanches e para pré e pós-treino, o que acham?

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

Hambúrguer de Soja e Quinoa

Hoje decidi inventar uma receita rápida e fácil de um hambúrguer vegan e sem glúten, inspirado num outro hambúrguer que comi recentemente num restaurante, também ele de soja e quinoa:

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 17.20.42.png

(Hambúrguer vegetariano do Honorato Hambúrgueres Artesanais)  

 

Não me guiei por nenhuma receita em especial, já que muitas delas levavam muitos ingredientes e farinhas diversas, por isso baseei esta receita em três ingredientes principais e alguns complementos.

 

Os principais são a soja granulada, quinoa e linhaça dourada moída. A linhaça, por ser um alimento super benéfico e rico em fibras, é a escolhida - neste caso, em forma de farinha - em muitas das refeições que faço, principalmente em bolos e, ao pequeno-almoço, nas waffles ou panquecas (numa próxima publicação partilho convosco algumas receitas deliciosas que levam linhaça como ingrediente principal).

 

A receita leva os seguintes ingredientes:

  • 150gr. soja granulada;
  • 100gr. quinoa;
  • 100gr. cenoura crua ralada;
  • 100gr. cebola picada;
  • 50gr. linhaça moída (dourada ou amarela);
  • Temperos em quantidades a gosto: caril, manjericão fresco e/ou desidratado, alho em pó, pimenta preta, coentros, sal (utilizo sempre o LoSalt);
  • Opcional: um ovo e/ou azeite, para que o hambúrguer não se desfaça depois de pronto.

 

Modo de preparação:

  • Demolhar a soja granulada em água quente por 10/15 minutos;
  • Cozer a quinoa por 10 minutos;
  • Quando a soja e a quinoa estiverem prontas, escorrer ambas muito bem e reservar;
  • Refogar a cebola num fio de azeite ou óleo de côco juntamente com todos os temperos, menos os coentros e o manjericão fresco;
  • Juntar a cenoura ralada à soja e à quinoa, mexer bem e juntar a linhaça moída, a cebola e, por fim, os temperos frescos.
  • Opcional: juntar o ovo e/ou azeite à mistura e envolver bem (para continuar uma versão vegan, utilizar um substituto de ovo).

 

O resultado final será mais ou menos como o da fotografia abaixo (não utilizei o ovo nem azeite):

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 17.23.36.png

 

 

Com a ajuda de uma balança de cozinha (caso não a tenha, divida a mistura por 9 doses), pesar aproximadamente 100gr. da mistura para um hambúrguer. Pode utilizar formas de hambúrguer ou mesmo tupperwares com o formato desejado do hambúrguer, forrando o mesmo com película transparente para envolver alimentos e moldando com as mãos. 

 

image1-4.JPG

 

Os nove hambúrgueres que a receita rende ficam assim - de seguida levam-se ao congelador até congelarem (cerca de 2h/3h) e depois é só "fritar" num fio de azeite ou óleo de côco. Se não utilizou ovo na receita, é preciso cuidado ao virar (o meu desfez-se um pouco nos lados).

 

Recomendo o uso do ovo e/ou azeite, para a próxima vou fazê-lo.

 

E o resultado final...

Acompanhei com pão integral sem açúcares, couve e tomate cherry. Delicioso!

 

image1-6.JPG

 

Informação nutricional para cada hambúrguer:

  • Calorias: 140
  • Hidratos de carbono: 15g
  • Proteína: 11g
  • Gordura: 4g

 

O que gostavam de ver aqui numa próxima publicação?

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

 

 

Novo ano, novo blog

Novo ano, novo blog - e uma nova desculpa para criar um registo de certas receitas minhas (e outras adaptadas).

Sempre gostei de cozinhar e, desde que ganhei gosto à comida dita saudável, tenho recriado as receitas que mais gosto numa versão com menos açúcar refinado e incluindo ingredientes que considero mais apropriados para o consumo diário (como aveia, linhaça moída, feijões diversos...). Tenho partilhado algumas receitas, normalmente bastante simples e de rápida preparação na minha conta do instagram (@giulliacalapez), mas deste modo é mais fácil e fica mais organizado! Espero que gostem e nos próximos dias partilho uma nova receita!

 

image.jpg

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png