Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Receitas da Gi

Receitas da Gi

Creme de pasteleiro/Pudim de leite (sem açúcar, lactose, e glúten)

IMG_2208.JPG

IMG_2158.JPG

 

Como podem ver pelas fotografias, este creme tanto serve para rechear, como serve para a vossa sobremesa. Um pudim de leite fantástico e que não precisa de gelatina para solidificar. 

 

...

 

Ingredientes

  • 2 gemas
  • 300ml bebida de amêndoa (ou leite ou outra bebida vegetal)
  • 20gr amido de milho (Maizena)
  • Adoçante a gosto (dos sem calorias)
  • 1 c.café essência de baunilha
  • 1 c.café goma xantana

 

Preparação

| Misturar o amido de milho (20gr = cerca de uma colher de sopa bem cheia) com um pouco da bebida de amêndoa fria (cerca de 50ml) até desfazer o amido. 

 

IMG_2149.JPGIMG_2150.JPG

 

| Bater as duas gemas e juntar à mistura anterior. Juntar também a goma xantana e a essência de baunilha e misturar bem.

 

IMG_2151.JPGIMG_2152.JPG

 

| Juntar o resto da bebida de amêndoa e transferir para uma panela. Deixar cozinhar em temperatura baixa (de 0 a 10, deixei na temperatura 3 e depois aumentei para a 4). Mexer sempre com a ajuda de uma espátula de silicone, durante pelo menos 10 minutos.

| Juntar o adoçante já na panela (usei os de comprimidos da marca Canderel).

| No final, para adoçar mais um pouco, juntei duas colheres de sopa de Xarope sem calorias (usei o Xarope de Ouro, à venda na My Whey).

 

IMG_2153.JPG

IMG_2154.JPG

IMG_2155.JPGIMG_2158.JPG

 

E está pronto. Se deixarem arrefecer, ele vai formar um pudim e vai ficar muito muito bom. Neste caso, fiz com um fim específico: para rechear as Bolas de Berlim de alfarroba no forno. Mas é uma opção fantástica de pudim de leite para quem é intolerante ao glúten e lactose, e também para diabéticos! Façam, vão adorar. Até para rechear panquecas e como cobertura de bolos.

 

 

Assinatura Gi.png

Bolas de Berlim de Alfarroba no forno

IMG_2221.PNG

 

Ando há semanas a namorar as centenas de fotografias de Bolas de Berlim de Alfarroba que partilham nas redes sociais. E, como seria de esperar, tinha que provar... Só tinha um pequeno problema: este famoso bolo encontra-se mais para os lados do sul de Portugal, e pelos lados da Capital ainda não encontrei. Ok, e agora? Não como? Claro que não!

 

Vamos então fazer uma versão fit (dentro do possível!), feitas no forno e com muito menos açúcar. O recheio é um creme delicioso, que não leva açúcar, é apto para diabéticos, para intolerantes à lactose e ao glúten - e ainda serve como pudim! 

 

...

 

Ingredientes (rendem 5 bolas pequenas)

Massa

  • 250gr farinha de trigo fina
  • 100gr farinha de alfarroba
  • 150ml bebida vegetal ou leite (usei bebida de amêndoa)
  • 50gr açúcar mascavado em pó (basta bater no liquidificador para ficar em pó) ou adoçante em pó
  • 1 ovo (podem não usar, eu não usei)
  • 40gr margarina vegetal light (a manteiga deixa um gosto mais forte mas também podem usar)
  • Raspa de 1/2 limão (bem fininha)
  • 1 c.chá canela em pó
  • 1 c.café sal (uso o LoSalt)
  • 1 c.café essência de baunilha
  • 1 saqueta de fermento de padeiro (25gr)
  • Açúcar em pó ou adoçante em pó para polvilhar.

 

Recheio

 

 

Preparação

| Numa tigela pequena, dissolva o fermento de padeiro (25gr) na bebida vegetal morna ou leite morno (150ml) e adicione-o a 50 gr de farinha - amassar bem.

| Numa tigela grande, juntar os restantes ingredientes, mexer bem, juntar a mistura anterior e voltar a amassar.

| Deixar a massa levedar por 30 minutos, dentro de uma tigela e tapado com um pano ou película aderente, num local quente (podem ligar o forno por uns 2 minutos, desligar e deixar a massa lá dentro, com a porta aberta). A massa está boa quando atingir quase o dobro do volume, demora cerca de 30 minutos.

 

FullSizeRender-3.jpg

 

 

| Dividir a massa em 5.

| Moldar pequenas bolinhas com cada porção e distribuir num tabuleiro polvilhado com farinha, e deixar descansar por mais 10 minutos, novamente num local quente. (Podem preparar o creme de pasteleiro a esta altura)

| Depois de levedar, leva-se ao forno pré-aquecido a 180º por cerca de 20 minutos.

| Retirar do forno, deixar arrefecer, e cortar ao meio para rechear com o creme de pasteleiro.

| Polvilhar com um pouco de açúcar em pó (podem usar canela para polvilhar).

 

Prometo que não se vão arrepender. Podem fazer também apenas a massa para terem um pão tipo brioche de alfarroba, é mesmo muito muito bom. Neste caso, preferi não fritar - não gosto de fritos e no forno é bem mais saudável e com menos gordura.

 

Espero que gostem e que façam as Bolas de Berlim. Se sim, digam o que acharam!

 

Beijinhos grandes,

 

Assinatura Gi.png

Empadas de lentilhas (sem glúten, sem lactose)

IMG_2146.JPG

 

 

Ingredientes (para oito empanadas)

Massa:

  • 100gr farinha de arroz
  • 100gr farinha de milho
  • 50gr manteiga (podem usar a vegetal, se preferirem o sabor, ou usar óleo de côco - mas sólido)
  • 70ml água
  • 1 c.sopa óleo de côco
  • 1/2 c.chá fermento em pó
  • Sal a gosto
  • 1 gema para pincelar (opcional)

Recheio:

  • 100gr cogumelos laminados
  • 150gr lentilhas cozidas
  • 200ml molho de tomate (usem os 100% naturais, apenas com ácido cítrico - limão - como conservante)
  • 1 cebola média (cerca de 70gr)
  • 2 dentes de alho
  • Azeite ou óleo de côco (para refogar)
  • Temperos a gosto: sal, pimenta, orégãos, tomilho, ...

 

 

Preparação

 Misturar as duas farinhas, o sal, o óleo de côco e a manteiga no processador. Juntar o fermento dissolvido nos 70ml de água (morna). Amassar a massa e reservar no frigorífico por 20 minutos.

 

IMG_2076.JPG

 

IMG_2077.JPG

 

IMG_2078.JPG

 

IMG_2164.JPG

 

Depois ainda dividi a massa em 8 (cada uma a pesar cerca de 100gr)

 

IMG_2107.JPG

 

 

Enquanto a massa está no frio, trata-se do recheio. Refoga-se a cebola picada e o alho no azeite ou óleo de côco até caramelizar, e adicionam-se os temperos secos e os cogumelos. Juntar as lentilhas cozidas. Refogar por mais uns minutos e juntar o molho de tomate.

 

 

IMG_2161.JPG

 

 

Agora que o recheio já está pronto, deixa-se de parte, pois vamos tratar da massa da empada.

Dividimos cada dose da massa (cada bolinha que foi dividida anteriormente) assim. Cortam 1/3 da massa para o topo da empada, e o resto para a base. Untem as mãos com um bocadinho de azeite para moldarem melhor.

 

IMG_2163.JPG

 

Esticam a parte da base com as mãos ou com a ajuda de um rolo de cozinha. Usei estas formas de prata por serem mais práticas, e não precisam de untar, as empadas saem num instante (depois basta virarem ao contrário).

Formam a base com 2/3 daquela massa, e depois usam uma colher de sopa do recheio. Voltam a esticar a outra massa que sobrou (1/3) para cobrir. Pincelam com uma gema batida, selam os lados com a ajuda dos dedos ou do garfo, e está pronto.

Agora basta levar ao forno pré-aquecido a 180º por cerca de 20 minutos. 

 

 

IMG_2162.JPG

IMG_2117.JPG

 

E pronto, já está! Ficaram muito boas, e esta massa é uma opção fantástica para quem é intolerante ao glúten. É vegetariana, mas podem torná-la vegan ao substituir o ovo utilizado na massa por um ovo de linhaça (para o ovo de linhaça basta misturar uma colher de sopa de linhaça moída com 2 colheres de sopa de água, e deixam descansar por uns 15 minutos).

 

Espero que gostem da receita!

 

Beijinhos grandes,

 

Assinatura Gi.png

Brownies de Oreo

Queriam a minha receita gordinha de brownies de Oreo, não é? Aqui está ela...

 

 

IMG_1318.JPG

 

 

Ingredientes

  • 200gr chocolate negro (usei o sem adição de açúcar do Minipreço, só para ser mais levezinho) 
  • 150gr manteiga 
  • 130gr açúcar
  • 2 c.sopa farinha de trigo fina
  • 2 c.sopa cacau em pó
  • 3 ovos grandes ou 4 ovos pequenos
  • 1 c.chá aroma de baunilha
  • Pitada de sal
  • 1 embalagem de oreos (154gr)

 

Preparação

| Pré-aquecer o forno a 180º.

| Derreter a manteiga e juntar o chocolate negro em pedaços, envolver tudo até ficar um creme.
| Com a batedeira, bater os ovos e o aroma de baunilha até ganharem volume. Juntar metade do açúcar, bater novamente e juntar o restante açúcar. 

| Com cuidado, juntar o creme de chocolate e manteiga com a mistura dos ovos e açúcar. Envolver delicadamente para não perder o ar.

| Juntar a farinha, o cacau e o sal com a ajuda de uma peneira e envolver bem (sem recorrer à batedeira, novamente para não perder o ar).

| Juntar 1/3 dos oreos esmagados e envolver novamente.

 

IMG_1308.JPG

 

 

| Dispor a mistura numa forma quadrangular de 20x20 previamente untada com manteiga ou com uma folha de papel vegetal (usei uma folha de papel vegetal por baixo e manteiga dos lados). Partir os restantes oreos e espalhar por cima da massa.

| Levar ao forno a 180º por cerca de 25-30 minutos. 

 

Podem deixar menos tempo no forno, cerca de 20 minutos, para ficar mal cozido. Eu deixei 25 minutos e ficou fantástico!

 

Assinatura Gi.png

Mini donuts de whey, aveia e banana com chocolate

IMG_1593.JPG

 

Uma nova variação, também com whey, para estes mini donuts. Tão mas tão bons!

 

Ingredientes (para 20 mini donuts)

 

Bater tudo com a varinha e fazer os mini donuts. Neste caso, quem não tem whey, pode usar outra farinha. 

 

Mini donuts de whey e despertar de buda

IMG_1539.JPG

 

Estou completamente viciada nestes mini donuts! Mostrei nas redes sociais (Facebook e Instagram) a máquina que comprei que faz estas maravilhas. Custou-me 13,14€ na loja Casa e é uma máquina relativamente pequena.

 

Ingredientes (para 10-12 mini donuts)

 

Bater tudo com a varinha mágica e fazer os mini donuts. Também podem fazer panquecas com esta massa.

 

 

 

Quiche de couve-flor e pescada

IMG_1481.JPG

 

Ingredientes (para 8 fatias médias e 4 grandes):

  • 400gr couve-flor cozida;
  • 3 medalhões de pescada cozidos e desfeitos;
  • 2 ovos;
  • 250ml claras (~7 ou 8 claras);
  • 100gr cenoura ralada;
  • 1 cebola média (80gr);
  • 2 dentes de alho;
  • Óleo de côco ou azeite;
  • Noz-moscada a gosto;
  • Sal a gosto.

 

Preparação

Cozer a couve-flor e passar com a varinha para ficar um puré; misturar os medalhões de pescada previamente cozidos e desfeitos (com um garfo, por exemplo); bater os ovos e as claras e juntar à mistura; juntar a cebola previamente refogada com os dentes de alho e o óleo de côco ou azeite; no final, temperar tudo com sal a gosto, noz-moscada a gosto e outros temperos que goste (por exemplo, alecrim).

Levar ao forno pré-aquecido a 180º por 40/45minutos ou até ficar dourado.

 

Assinatura Gi.png

Panquecas de côco, amêndoa e mirtilos

IMG_1479.JPG

IMG_1476.JPG

 

Já viram o quão apetitosas parecem ser estas panquecas? E posso garantir que são mesmo, deliciosas e super lowcarb. Nestas panquecas não usei whey e, por esse motivo, decidi juntar-lhe um iogurte vegetal para ficar mais docinha.

 

Ingredientes:

  • 100ml claras ou 1 ovo e 1 clara
  • 50gr iogurte de soja Alpro (sabor a mirtilos);
  • 15gr côco ralado
  • 15gr farinha de amêndoas*
  • 1/2 c.café fermento
  • Mirtilos frescos a gosto

 

Bater todos os ingredientes no liquidificador, à excepção dos mirtilos frescos que vão ser espalhados por cima das panquecas. Este tipo de panqueca deve ser com uma textura mais fofinha e húmida, por isso só fiz duas para serem mais altas. Dividam a massa por dois e, assim que puserem a massa na frigideira anti-aderente, disponham uns mirtilos de forma simétrica. Deixem cozinhar por uns 2 minutos em temperatura média-baixa, e depois é só virar, deixar cozinhar por mais 1 minuto e passar à outra panqueca.

 

É uma receita maravilhosa, todos vão gostar destas panquecas!

 

Beijinhos grandes,

Assinatura Gi.png

Panquecas de whey e Despertar de Buda

IMG_1452.JPG

 

Já ouviram falar no Despertar de Buda da Iswari? Agora descobri que é a melhor coisa de sempre em panquecas e não quero outra receita! Basicamente, é uma mistura de farinha de amêndoa, de sementes de chia, de farinha de trigo sarraceno, de açúcar e farinha de côco, de linhaça... E por aí fora. São mesmo mesmo muito bons, e há em diversos sabores. Podem comprar na loja online da Iswari, no Celeiro e no El Corte Inglês.

 

Passemos então à receita.

 

Ingredientes (3 panquecas médias)

 

Basta bater tudo no liquidificador e fazer 3 panquecas numa frigideira anti-aderente. Podem juntar também outras coisas à massa: por exemplo, 40gr de iogurte grego ou queijo quark ou iogurte com pedaços. Fica muito bom! Para quem não tiver whey, pode usar outras coisas (aveia, côco ralado, farinha), embora acabe por não ser o mesmo já que vão substituir uma fonte de proteína por outro tipo de macronutriente.

 

Espero que gostem!

 

Assinatura Gi.png

Gelado napolitano de banana

FullSizeRender.jpg

 

Receitinha boa para o Verão, que todos gostam! É deliciosa! Podem juntar várias coisas que gostam para fazer novos sabores - misturar manteiga de amendoim/amêndoa/caju, juntar côco ralado, alternar a banana congelada com abacate abacate, e por aí fora. Deixo-vos então esta receita de gelado napolitano, o conhecido gelado de três cores, numa versão 100% saudável. Vegan, sem lactose, sem açúcar adicionado, sem glúten.

 

A banana e os morangos e/ou framboesas devem estar previamente congelados por, pelo menos, 5 horas, e devem estar cortados em pedaços pequenos para facilitar o processo de trituração.

 

Ingredientes para 4 doses

Para a camada de chocolate:

  • 2 bananas médias;
  • 1 c. sopa (10gr) cacau puro em pó;
  • 80ml bebida de amêndoa.

Para a camada de baunilha:

  • 2 bananas médias;
  • 80ml bebida de amêndoa.

Para a camada de morango:

  • 1 e 1/2 banana média;
  • 5 morangos e/ou uma mão cheia de framboesas.

 

Preparação

Congelar as bananas (6 bananas médias no total) em rodelas. Assim que estiverem congeladas, triturar todas no liquidificador/processador/robot de cozinha ou com a varinha mágica, e separar as porções para cada um dos três sabores OU triturar 2 bananas para cada sabor.

Para a camada de chocolate, bater as bananas com o cacau puro em pó e a bebida de amêndoa; para a camada de baunilha, bater as bananas com a bebida de amêndoa; para a camada de morango, bater as bananas com os morangos e/ou framboesas.

Distribuir os diferentes sabores num copo ou num recipiente médio (com cerca de 20cm de comprimento por 15cm de largura) e levar ao congelador até servir.