Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Receitas da Gi

25
Jan15

Pão integral de alfarroba

A receita que partilho convosco hoje é a do pão integral de alfarroba. É muito fácil de fazer, mas o tempo que gastam pode ser muito caso façam a receita toda à mão, como eu fiz (infelizmente não tenho máquina de pão, senão era mais fácil).

 

IMG_9704.JPG

 

Pão integral de alfarroba

 

Ingredientes:

  • 400gr farinha de trigo integral;
  • 70gr farinha de alfarroba;
  • 1c.sopa sal;
  • 1c.sopa mel;
  • 2c.sopa azeite;
  • 400 a 500ml de água morna;
  • 2 tabletes de fermento fresco OU 30gr fermento em pó.

 

FullSizeRender-32.jpg

 

Passo 1: Misturar o fermento fresco ou em pó com a água morna e o mel e esperar 10min depois de fazer as bolhinhas, e depois juntar o azeite.

 

IMG_9686.JPG

FullSizeRender-34.jpgFullSizeRender-33.jpg

 

Passo 2: Misturar os ingredientes secos (farinha integral, de alfarroba e o sal - uso este com -50% de sódio ou o LoSalt, é uma boa dica para reduzir o consumo de sal). Fazer um furo no meio das farinhas e deitar a água com o fermento e o mel e misturar bem. 

 

FullSizeRender-35.jpg

 

Passo 3: Misturar a massa e formar uma bola. Amassar bem a massa com as mãos se não tiver massa de pão, se tiver pode fazer os passos na máquina. Deixar a massa descansar a temperatura ambiente por pelo menos 1h30m.

 

Passo 4: Depois da massa descansar e dobrar de tamanho, dividir a massa em 2 e, numa superfície lisa e polvilhada com a farinha integral, sovar as massas durante pelo menos 5 minutos.

 

Passo 5: Molde o pão como desejar e polvilhe (ou não) o pão com farinha. Unte uma forma ou o papel vegetal com azeite e deixe o pão descansar novamente por 30 minutos antes de levar ao forno.

 

Passo 6: Pré-aquecer o forno a 180 graus. Levar o pão ao forno durante 50 minutos a 1 hora.

 

FullSizeRender-36.jpg

IMG_9704.JPG

 

Espero que tenham gostado!

 

Beijinhos,

Captura de ecrã 2015-01-10, às 22.36.28.png

 

24
Jan15

Alimentação saudável (e barata) + lista de compras

O post de hoje não é sobre nenhuma receita, mas sim sobre uma lista de compras para uma alimentação saudável e barata. Como prometido no meu instagram (@giulliacalapez) e no Facebook do blog (facebook.com/receitasdagi.blog), uma das próximas publicações seria sobre esta lista e cá está ela.

 

Uma alimentação saudável deve ser acima de tudo equilibrada, sem exageros e restrições e conjugando o melhor de todos os alimentos. Em todas as nossas refeições devemos, na minha opinião, ter uma porção de cada macronutriente - ou seja, hidratos de carbono + proteína + gordura. É muito fácil fazer esta conjugação! Numa próxima publicação vou tratar de sugerir-vos certas refeições que incluam todos os alimentos que vão constar na lista.

 

Normalmente, quando não temos muito conhecimento na matéria de alimentação saudável, vemos muitas publicações em todo o lado a falar sobre a mesma como se fosse algo muito insustentável a nível económico e achamos que é mais fácil e barato comer "mal". Realmente pode tornar-se insustentável, mas só no caso de, por exemplo, alguém alimentar-se apenas a sementes de chia, bagas de goji, leites vegetais de marcas caríssimas, salmão fresco, pães caríssimos por serem sem glúten e afins (são tão fáceis de fazer em casa...), e por aí fora, como devem entender.

 

Só que também não entendem que comer "mal" sai caro, não só para a carteira. Comer fastfood não é barato, comer batatas fritas de pacote não é barato, comer chocolates embalados não é barato. E os problemas de saúde associados a uma dieta pouco rica em nutrientes também sai muito caro para a nossa saúde. O dinheiro que acham que vão poupar em comida a curto prazo vai acabar por ser gasto em tratamentos a longo prazo para melhorar a nossa saúde - não vou generalizar e dizer que isto sempre acontece, mas é o mais provável.

 

A verdadeira alimentação saudável e equilibrada é tão simples... Para quê complicar neste sentido, se o que mais devemos aproveitar são os alimentos maioritariamente não processados, como a fruta, vegetais, frutos secos e ovos?

 

roda_dos_alimentos.jpg

Fonte: Mimosa, Roda dos Alimentos actual

 

 

A minha lista de compras para uma alimentação saudável e barata

 

Vou dividir esta lista por macronutrientes para que vejam como é fácil começarem a aprender a fazerem as conjugações adequadas para uma vida saudável.

Nos hidratos de carbono (glícidos): privilegio muito as frutas devido às vitaminas que as mesmas nos fornecem e os vegetais pelos mesmos motivos;

Nas proteínas: privilegio as carnes magras, queijos sem gordura e ovos;

Nas gorduras (lípidos): privilegio as provenientes das frutas oleaginosas (como nozes, amêndoas, avelãs...), que são uma boa fonte de gorduras monoinsaturadas, poliinsaturadas, minerais e vitaminas.

 

 

Lista para hidratos de carbono

  • Cereais e derivados: Aveia; Batata doce; Arroz (qualquer variedade que prefiram, seja integral ou não); Milho; Farinhas de trigo/centeio; 
  • Hortícolas: Alface; Abóbora; Courgette; Beringela; Cenoura; Couve; Alho francês; Pepino; Cebola; Pimento; Tomate; Feijão verde; Brócolos; Couve-flor; etc.
  • Frutas: Banana; Maçã (de qualquer variedade que gostem, o valor nutricional é muito parecido entre todas); Pêra; Laranja; Tangerina; Clementina; Dióspiro; e outras frutas sazonais - no verão, devemos apostar muito em melancia, morangos, melão, meloa, etc. (Frutos como framboesas, mirtilos e amoras acabam por não compensar muito devido ao seu elevado valor de venda, se tiverem em casa ou se conseguirem comprar por um preço inferior compensa.)
  • Leguminosas: feijão branco, feijão preto, feijão manteiga, feijão encarnado; grão-de-bico; ervilhas; favas; lentilhas.

 

fresh-fruits-and-vegetables1.jpg

Fonte: cdc.gov

 

 

Lista para proteínas:

  • Carne, peixe e ovos: Cortes magros de carne no geral - Frango, Peru, Pato, etc.; Ovos; Atum em lata (o mais económico); Pescada; peixes magros no geral.
  • Lacticínios: Leite magro; Iogurtes naturais; Iogurte grego ligeiro; Queijo quark 0% gordura; Queijinhos magros.

 

knowledge-protein1.jpg

 Fonte: Nutritionistclinic

 

 

Lista para gorduras:

  • Azeite; Frutos secos no geral (comprem com casca que sai-vos mais barato): amendoins, avelãs, nozes, etc.; linhaça (a farinha de linhaça é óptima para quem tem problemas de trânsito intestinal já que os seus hidratos de carbono são maioritariamente fibra - tal como o farelo de trigo).

 

FrutosSecos_Site.jpg

Fonte: cdc.gov

 

 

Já viram o quão fácil é terem uma alimentação saudável, apostando em quase todos os alimentos presentes na roda dos alimentos? Podemos investir de vez em quando em certos alimentos que infelizmente são muito caros, como o óleo de côco, cereais como a quinoa, trigo sarraceno, e outras fontes de gordura como a chia. Mas o essencial é mesmo o que sugeri, apostem em frutas, legumes e carnes/peixes magros (e baratos), vão ver que é bem mais fácil de encaixar no orçamento mensal para alimentação.

 

O essencial é mesmo basearmo-nos nestes alimentos e, na minha opinião, dividirmos a nossa alimentação desta forma: 40% de hidratos de carbono + 30% proteína + 30% gordura. 

 

Numa próxima publicação vou falar sobre um dia de alimentação saudável que inclua os alimentos descritos acima. O que acham?

 

Até à próxima e tenham um óptimo fim-de-semana!

Beijinhos,

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

20
Jan15

Barras caseiras de aveia e sésamo (com manteiga de amêndoa e chocolate negro)

Hoje trago-vos uma receitinha rápida de uma barra caseira que é muito boa para os lanches e que sai bem mais em conta quando comparadas com as barras do mesmo género compradas em supermercados, sem falar na ausência de conservantes, aromatizantes e açúcares adicionados.

 

 

Barrinhas caseiras de aveia e sésamo

feitas com manteiga de amêndoa e chocolate negro

 

IMG_0387.JPG

 

 

Ingredientes que usei:

  • 100g aveia integral em flocos grandes (cerca de 10c.sopa);
  • 75gr sementes de sésamo (usei das pretas e das brancas);
  • 50gr uvas passas;
  • 150gr manteiga de amêndoa caseira (ou de amendoim, ou de avelã, ou de caju);
  • 4 ou 5 c.sopa de mel;
  • 35gr chocolate negro;
  • 5gr margarina vegetal light.
  • Opcional: tâmaras trituradas para ficar mais consistente; côco ralado; frutos secos picados na mistura.

 

FullSizeRender-30.jpg

 

Misturar os ingredientes secos (aveia, sementes de sésamo e uvas passas) e levar a manteiga de amêndoa uns segundos ao microondas para ficar mais líquida. Juntar a manteiga de amêndoa e o mel aos ingredientes secos e mexer bem.

 

IMG_0344.JPG

IMG_0345.jpg

IMG_0352.JPG

IMG_0354.JPG

 

Espalhar a mistura num recipiente rectangular forrado com papel vegetal ou plástico e, com a ajuda de uma colher/espátula ou mesmo com as mãos, apertar bem a mistura contra o fundo do recipiente para ficar firme. Vai ficar mais ou menos assim:

 

IMG_0358.JPG

 

Por fim, o chocolate negro.

Derreti o chocolate negro no microondas com a margarina vegetal light (imprescindível usar a margarina para que o chocolate não endureça logo) e cobri a mistura uniformemente ou não - ao início queria fazer umas riscas mas o chocolate endureceu muito rápido... A culpa é do frio!

 

FullSizeRender-31.jpg

IMG_0382.JPG

 

Depois destes passos, é só levar o recipiente ao frio durante umas horinhas ou até ficar firme o suficiente para cortar as barras.

 

O resultado final é este:

 

IMG_0387.JPG

IMG_9545.JPG

Fotografia de cima com máquina fotográfica; fotografia de baixo com iPhone.

Aculpa é da (falta de) técnica com a focagem da máquina... Com o tempo aprendo!

 

 

Espero que tenham gostado e que experimentem! Deixem sugestões de publicações que prometo que aponto tudo e tento agradar a todos os pedidos.

 

Beijinhos e boa semana,

 

Captura de ecrã 2014-01-3, às 18.10.20.png

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D